segunda-feira, 25 de julho de 2011

Amadeus Amado - Poema


Impressões


A rua vazia veloz:
os carros pararam no tempo
e os homens aguardam o verde sinal.
Casas resistem indiferentes
ao menino que brinca sozinho na escada.
Um céu de domingo,
um guarda sonâmbulo,
um olhar enviesado,
uma mulher confere as roupas no varal.
Nada sabem da minha solidão. 

Imagem retirada da Internet: rua vazia