domingo, 14 de junho de 2009

INSÔNIA


Francisco Perna Filho












A lua,
tão nua
e amarela.
Da rua,
dá para vê-la.
Nela,
enxergo
os cães da insônia
e ali permaneço.
quando se apaga,
amanheço.


http://cacareco.net/wp-content/uploads/2009/02/relogio-butterfly-main.jpg