terça-feira, 10 de agosto de 2010

Célio Pedreira - Poema

Momento de cultivar a paciência, tudo tem seu tempo certo.

PAICIÊNCIA


Quando dei fé
estava vigiando a fundura da vida
apalpando uma esperança
esticando um silêncio bom
desses que valem sustância
pois que meu pai chegou
e soltou o sedenho do tempo
em meus sobredentros.


Imagem retirada da Internet: Paciência