sábado, 31 de dezembro de 2011

Vera Lúcia de Oliveira - Poema


MEMÓRIA




abundância de rastros
que não se cancelam
fascinados pelo assombro
de atravessar as esperas
com seus passos abortos
subindo pelas artérias
em busca de outro corpo


(Do livro Entre as junturas dos ossos, Ministério da Educação, 2006, Brasília (Prêmio “Literatura para Todos”, 2006)
Imagem retirada da Internet: passos