segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Gerardo Mello Mourão - Poema




CATARINA


À rosa e ao vinho

Era servido o aroma –

E era das uvas, ao cristal, ao beijo

De tua boca a mera

Libação do aroma.


Rosa era teu nome, Susana,

Catarina – e bêbedos de rosas, Diônisos,

Caíamos de uns lábios tintos.


Fortaleza, 1996



In.Cânon & Fuga.Gerardo Mello Mourão. Rio de Janeiro: Record, 1999,p.14.

Imagem retirada da Internet: Uvas.