sábado, 30 de abril de 2011

Francisco Perna Filho - Poema


SAGRADA CEIA




A imagem,
carcomida,
age,
na ilusão da mesa,
na solidão do prato,
comportando olhos
peregrinos
e santos.
A imagem
da amanhecida ceia
ainda traz em si
uma serena alma
amarelecida em prantos.
A imagem,
que carcomida age
colhendo pratos,
amarelecidos em prantos,
revisa a fome
de santos e peregrinos.


In. Refeição. Goiânia: Kelps, 2001, p.105.
Imagem retirada da Internet: Profana ceia dos mendigos