quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Heleno Godoy - Poema

A Anunciação - Leonardo da Vinci (1452-1519

NOITE DE NATAL, 2012


A vida afinal se organiza, queiramos ou não,
contra a nossa própria vontade, contra esse
anjo mesmo e aqui, que teima em nos assustar
e nos fazer lembrar, nesta noite, que somos

tolos em acreditar na sorte ou em mudanças
que não decorram do que fazemos ou somos.
A vida, afinal, não se organiza como queremos,
mas tal como ela mesma se impõe mudanças,

como avança sobre si mesma e se acomoda,
tal o anjo que hoje nos sobrevoa e nos força
a nos vermos como não nos queremos ver.

Esse anjo nos amordaça, às vezes, e nos torna
felizes por uma noite, quando sonhamos acor-
dados, crentes que o nosso agora será o sempre.

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Francisco Perna Filho - Poema


Foto: Prece  



Afasta de mim,
meu Deus,
este cinza dos olhos,
a lonjura da esperança
e o declive do desengano.
Não permitas
que a zombaria seja fato
nesta tarde,
mas que o afeto 
escandalize todo o resto do dia. 
Sobriedade, Senhor,
é o que eu peço,
para compor esta elegia
em louvor às ruas desertas,
aos cais abandonados,
e  às ausências perpetuadas.


FELIZ NATAL!
Foto by Francisco Perna Filho















Prece 



Afasta de mim,
meu Deus,
este cinza dos olhos,
a lonjura da esperança
e o declive do desengano.
Não permitas
que a zombaria seja fato
nesta tarde,
mas que o afeto
escandalize todo o resto do dia.
Sobriedade, Senhor,
é o que eu peço,
para compor esta elegia
em louvor às ruas desertas,
aos cais abandonados,
e às ausências perpetuadas.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012