sexta-feira, 30 de março de 2012

Marilene Dantas Sepulvida Nicerio - Poema


Falando de Sedução


A luxúria, poderosa arma da sedução.
Aos olhos da sociedade puritana
Leviana forma de expor aquela vibração.
Se praticada com menor de idade
Perigosa contravenção!

A sedução se não é jogo, é regra
Cuja participação, depende de mais de um.
Em cada canto, em cada viela à espera
De um jogador pouco comum.

Seduzir com maestria é dom divinal
Seja no olhar, seja na conjunção carnal
Seduzir ou ser seduzido? Eis a questão!
Bicho de sete cabeças, essa tal de sedução.

A cantada sedutora fascina o desprevenido.
Solução de uma neurose real.
Não há quem resista esta condução
Subindo ou descendo as vielas do coração.

Imagem retirada da Internet: sedução