sábado, 20 de agosto de 2011

Carlos Drummond de Andrade - Poema



O chão é cama


O chão é cama para o amor urgente,
amor que não espera ir para a cama.
Sobre tapete ou duro piso, a gente
compõe de corpo e corpo a úmida trama.

E para repousar do amor, vamos à cama.

Imagem retirada da Internet: cama