sexta-feira, 20 de maio de 2011

Murilo Mendes - Poema



Murilograma para Mallarmé 




No oblíquo exílio que te aplaca
Manténs o báculo da palavra


Signo especioso do Livro
Inabolível teu & da tribo


A qual designas, idêntica
Vitoriosamente à semântica


Os dados lançando súbito
Já tu indígete em decúbito


Na incólume glória te assume
MALLARMÉ sibilino nome



In. Convergência. São Paulo:Duas Cidades, 1970.
Omagem retirada da Internet: Mallarmé