quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Francisco Perna Filho - Poema

Não nos curvemos




Aguardemos, meu Amor,
ainda é dia,
e a noite não tardará,
sabemos.

Mas antes que ela chegue,
cantemos ao sol,
brindemos aos deuses,
sorvamos o perfume das flores.

Ninguém nos tirará a sensatez
e a razão. Não nos esqueçamos,
homens é o que somos,
apesar da bruteza de muitos.

Por isso, celebremos a vida,
o anúncio de cada nova manhã,
o sorriso dos nossos filhos,
e a voz com a qual nos fazemos ouvir.



Palmas-Tocantins-Brasil, 02 de fevereiro de 2011