quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Amadeus Amado - Poema

Invenção



Um trago a mais,
uma música ao longe,
um latido esparso,
a solidão da sala,
e a invenção da tua presença.
Quantas vezes necessite,
estarei contigo,
sob este céu cinzento,
nesta cidade transformada,
ouvindo o teu coração.



In. A Flor Amena da Madrugada.
Imagem retirada da Internet: sob o céu cinzento