sábado, 2 de outubro de 2010

Francisco Perna Filho - Poema

DEFESA CIVIL



A defesa se viu no espelho:

uma trepidação de terra,

um desarranjo de fogo

uma combustão de lagoa.