domingo, 26 de setembro de 2010

Sinésio Dioliveira - Poema



Meu re-Seio
é encontrá-lo árido pra mim
e meus lábios morrerem de sede.
Sei-o de cor
na ponta da língua.



Imagem retirada da Internet: seio