segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Luiz de Miranda - Poema


Poética brava


A Guilhermino Cesar




O poema é o sistema
onde a palavra
grava o conteúdo
grave o feroz de tudo
grava o que não tem
princípio ou término
e só finda num fundo
de olho
onde a vida é um retrato
transparente da verdade

O poema não tem dilema
entre um susto e outro
sobrepõe-se por camadas de
som
é um potro vidente
armado até os dentes
da fúria doce da imagem


Fonte: Página do autor

Imagem retirada da Internet: Luiz de Miranda