quarta-feira, 14 de abril de 2010

Manoel de Barros - Poema



Desejar ser





1

Com pedaços de mim eu monto um ser atônito.



2

Prefiro as linhas tortas, como Deus. Em menino eu
sonhava de ter uma perna mais curta (Só pra poder
andar torto). Eu via o velho farmacêutico de tarde,a
subir a ladeira do beco, torto e deserto...toc ploc toc
ploc. Ele era um destaque.
Se eu tivesse uma perna mais curta,todo mundo ha-
veria de olhar para mim: lá vai o menino torto subindo
a ladeira do beco toc ploc toc ploc.
Eu seria um destaque. A própria sagração do Eu.


In.Livro sobre Nada. Manoel de Barros. Rio de Janeiro: Record, 1996, p.37,39.
Imagem retirada da Internet: linhas tortas