segunda-feira, 26 de abril de 2010

Carlito Azevedo - Poema













ESTRAGADO


No jardim zoológico
um ganso
as patas afundam na lama
e ele imperial
como uma macieira em flor
mas está estragado
como qualquer um pode ver
estragado
pensa que foi para isso
que o resgataram do dilúvio
mas não

resgataram o signo
estragaram o ganso


In collapsus linguae, Carlito Azevedo, Editora Lynx.
Imagem retirada da Internet: lenguaje