quinta-feira, 11 de junho de 2009

UM

Francisco Perna Filho
















Nas tuas formas,
eu me informo do tempo
e deformo o lastro de angústias e desencontros.
Nas tuas formas,
Alinhavo o que pode ser eterno
e gasto as horas dessa eternidade.
Nas tuas formas,
eu contemplo os rios
e rio-me dos inavegáveis trechos.
Nas tuas formas,
Eu suprimo as diferenças
E somos.


http://www.teclasap.com.br/blog/wp-content/uploads/2007/12/namorados_2.jpg